MEUS PARCEIROS

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

CREDIBILIDADE DAS INSTITUIÇÕES

Um dos efeitos da crise política e ética instalada no Brasil é a perda da credibilidade das instituições perante a opinião publica. Nos últimos anos, nenhum dos três poderes esteve imune aos escândalos políticos. Uma pesquisa encomendada pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e realizada pela Universidade de Brasília (UnB) e pela empresa Opinião Consultoria, constatou que a maioria dos brasileiros (81,9%) não confia na classe política. O índice alto de descrença também se repete em relação à Câmara dos Deputados (83,1%), ao Senado Federal (80,7%) e aos partidos políticos (75,9%).

Segundo a Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC), a Nicarágua, no final de 2007, realizou uma pesquisa semelhante envolvendo também as igrejas cristãs. O resultado “mostrou que as igrejas, tanto católica, com 62,4%, e as evangélicas, com 51%, gozam da maior confiança da opinião publica, muito acima dos poderes do Estado, que foram reprovados pela população”.

Se essa mesma pesquisa fosse feita no Brasil qual seria o resultado? Infelizmente vários escândalos, evolvendo tanto igrejas como lideres cristãos, estamparam as páginas da imprensa brasileira no últimos anos. Será que a credibilidade das instituições cristãs (católica, protestante e evangélica) foi abalada?

Gostaria muito de saber sua opinião. Você pode deixar um comentário, clicando no botão abaixo e ou responder a nossa enquete ao lado.

Obrigado,

Rev. Ezequiel Luz

Um comentário:

Patty disse...

acredito que "AINDA" as igrejas possuem uma maior credibilidade, se comparada a nossa política...pois o povo se detém a fé que possuem, que creio que seja a grande alavanca que o impulssiona na vida. Sem fé é impossivel agradar a Deus, e sem fé a vida seria muito difícil para todos.
Patty