MEUS PARCEIROS

quarta-feira, 18 de março de 2009

RECONCILIAÇÃO EM DOURADOS

Errar todo mundo erra. Difícil é perdoar, pedir perdão, procurar a reconciliação. Quando pessoas cristãs com o relacionamento rompido são constrangidas pelo amor a pedir perdão e a perdoar, a reconciliação acontece e o nome de Deus é glorificado.

Foi o que aconteceu entre a IPI de Dourados e a Congregação Presbiterial Betesda. Desde que foi criada pelo Presbitério Mato Grosso do Sul a Congregação rompeu o relacionamento com a IPI de Dourados. Mas a partir de maio de 2008 os dois lados deram passos em direção a uma aproximação. Em obediência a Palavra de Deus o perdão foi estabelecido tornando possível a reconciliação.

Para concretizar todo esse processo um culto foi agendado. E no dia 15 de março de 2009, a IPI de Dourados e a Congregação Betesda se reuniram no Espaço Esperança para celebrarem o Culto da Reconciliação. Foi um momento muito especial que começou com um prelúdio entoado pelo Grupo Cântaro da Betesda. Depois do convite a adoração, cântico de um hino e uma oração, o coral da IPI de Dourados se apresentou com um belo hino de louvor. Logo em seguida tivemos uma palavra pastoral sobre a aproximação e a reconciliação. O conselho da IPI e a diretoria da Congregação foram chamados à frente para orarem um pelo outro. Este momento foi de muita emoção, de abraços e lágrimas. A seguir o Grupo Cântaro se apresentou, um vídeo sobre a Campanha Nacional de Missões da IPIB foi exibido com levantamento de ofertas. A equipe musical da IPI de Dourados conduziu a igreja a um momento vibrante de louvor. O Rev. Vagner Morais, com base em 2Co 3.18, pregou sobre a transformação que deve acontecer progressivamente na vida do crente. No final o pastor titular da IPI de Dourados, Rev. Edson Augusto Rios, orou e a benção apostólica foi impetrada pelo Rev. Ezequiel Luz da congregação Betesda.

Agora em paz, tanto a igreja quanto a congregação poderão com graça e fidelidade realizar os propósitos que o Senhor da Igreja confiou a cada um. O que nos faz lembrar Atos 9.31: “A igreja, na verdade, tinha paz por toda a Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se e caminhando no temor do Senhor, e, no conforto do Espírito Santo, crescia em número”. Que assim seja para a glória de Deus.
Soli Deo Gloria

Rev. Edson Augusto Rios
Rev. Ezequiel Luz

2 comentários:

IPI Felipe Camarão disse...

Acho que como igreja precisamos aprender com esse exemplo. Falamos tanto de perdão mas somos profundamente ressentidos com coisas do passado, igrejas brigadas com os concílios, igrejas prigadas com igrejas.
Esse é realmente um ótimo Exemplo, chorei ao ler.

Luciana & Flávio disse...

Glória a Deus... é Ele quem deve ser exaltado, a Ele é que pertence toda Glória, toda Honra e todo PODER ! Infelizmente a disputa de egos entre homens vai muito mais além e com toda essa confusão muitas pessoas foram machucadas e muita confusão feita . Acredito que dessa reconciliação cabe a difícel Missão de desfazer muitos nós e de se pedir muitos perdões . No nosso ponto de vista essa Missão está só começando, tem muita coisa ainda a ser feita. Que Deus possa estar a frente dessa empreitada e que vcs possam unir forças pra correr a carreira que Deus propos pra vcs correrem JUNTOS. * A MARAVILHA DA OBEDIENCIA É DESCOBRIR MAIS TARDE O QUE É QUE DEUS TINHA EM MENTE PARA AS NOSSAS VIDAS ...* Flávio e Luciana